5 razões para optar por um crédito habitação

Spoiler: poderá beneficiar da compra de um imóvel e do pedido de dinheiro emprestado ao banco

Muitas pessoas comemoram o dia em que finalmente pagaram o empréstimo da sua casa. A casa passa a ser inteiramente sua - o banco já não possui nem mais um pedaço!

Embora seja fácil compreender o encanto da liberdade financeira, esta pode não ser a melhor decisão financeira para toda a gente. Mesmo que tenha dinheiro para investir num imóvel, pode ser mais eficiente financiá-lo parcialmente com um empréstimo - e isto aplica-se quer seja para a sua casa de férias ou para um imóvel de investimento.

Afinal, as taxas de juro permanecem próximas dos seus mínimos, e na maioria dos países, a taxa que pagará sobre um crédito à habitação é significativamente inferior ao rendimento de aluguer que se pode esperar do arrendamento de um imóvel.

Se está a comprar um imóvel de investimento, vamos ver como as coisas funcionam

Se, digamos, pagar metade em dinheiro e financiar metade da sua compra com um empréstimo, e comprar um apartamento em Lisboa que rende 4.5%, então, com 500,000 euros, pagará juros de 2.99% sobre 250 000 euros - isto é 7 475 euros por ano - e se conseguir alugar sem períodos nulos, receberá 22 500 euros por ano emrendas. É claro que terá de orçamentar outros custos, tais como impostos sobre a propriedade/imposto municipal, seguros e gestão, mas basicamente na pior das hipóteses, deverá equilibrar-se numa base de fluxo de caixa.

A maioria dos países permite que os custos com juros sejam deduzidos do seu rendimento tributável sobre um imóvel alugado. No entanto, isto não se aplica no Reino Unido e também não se aplica em Espanha, a menos que seja um residente ou um cidadão da UE. Em Portugal não se pode deduzir o pagamento do empréstimo, mas pode deduzir todos os custos adicionais. No caso do arrendamento, terá que pagar 28% sobre o seu valor. De qualquer forma é necessário verificar todas as opções para isentar estes impostos, e existem algumas possibilidades.

Quais são as vantagens que um crédito à habitação lhe oferece como comprador de imóveis?

with properstar property buying made simple

1. Os créditos à habitação permitem-lhe esticar ainda mais o seu dinheiro

Por exemplo, pode ter dinheiro suficiente para comprar um apartamento no sul de Espanha, mas ao utilizar o financiamento bancário, poderá encontrar uma vivenda dentro do seu orçamento. Isto não é apenas uma boa notícia para o seu estilo de vida - se estiver a comprar sabiamente e num mercado que não esteja excedentário, obterá um maior retorno do investimento.

2. Obtém todo o lucro, mas não precisa de pagar a fatura por inteiro!

Se o valor do imóvel aumentar, o banco não fica com nada. O banco só tem o direito a ser reembolsado do montante do empréstimo mais os juros em dívida. (No entanto, tenha o cuidado de verificar a papelada para eventuais penalidades com reembolsos antecipados.) Portanto, mais uma vez, vamos facilitar as contas e tomar como exemplo uma vivenda financiada a 50/50 capital próprio/dívida no valor de 1 milhão de euros.

Se comprar à vista e o valor aumentar para 1,2 milhões de euros, obteve um retorno do investimento de 20%. Mas se investir apenas 50% em dinheiro, ou seja, 500 000 euros, terá obtido um retorno de 40% sobre o seu investimento em dinheiro. Isto é o que se chama o efeito de alavanca.

Claro que a desvantagem é que se o valor cair, pode potencialmente acabar por ficar a dever mais ao banco do que o valor do imóvel. É por isso que deve ter cuidado quando estiver a contrair um financiamento - em particular, não contraia mais do que 70% ou no máximo 80% do preço; procure contrair empréstimos a taxas fixas a longo prazo quando puder e tente evitar desajustes cambiais, tais como empréstimos em dólares para uma casa na zona euro.

3. Com um crédito à habitação, poderá suportar mais

Uma abordagem alternativa na mesma situação seria comprar dois apartamentos em vez de um - um como a sua casa de férias e outro como um investimento para arrendamento. Ao utilizar um financiamento, acrescentou um bem produtivo à sua carteira e se tiver a sorte de encontrar dois apartamentos no mesmo empreendimento poderá até conseguir um desconto na compra de várias unidades.

4.Estará a libertar dinheiro para outros investimentos ou projetos

Os imóveis são pela sua natureza um investimento ilíquido - não são fáceis de vender à pressa. Deve reservar pelo menos parte do seu dinheiro para ativos mais líquidos, tais como ações, obrigações e depósitos bancários, que são de mais fácil acesso e podem também dar-lhe diversificação. Ter 100% dos seus investimentos amarrados numa vivenda espanhola não é sensato - ter 50% da sua carteira investida numa vivenda e 50% em ações e obrigações globais, significa que não tem todos os seus ovos num só cesto.

O financiamento de imóveis de investimento pode ser ligeiramente complicado, uma vez que, tipicamente, os bancos preferem conceder créditos à habitação para residência própria e permanente. No entanto, é bastante comum em França que as famílias comprem um imóvel para alugar como investimento e os números de acessibilidade funcionam da mesma forma que para a sua própria casa - os pagamentos mensais, juntamente com qualquer outra dívida, devem corresponder a menos de um terço do seu rendimento mensal bruto.

5. Os bancos adoram clientes com bons antecedentes de investimento de aluguer

Receberá atenções redobradas caso já tenha um imóvel gerador de rendimentos. Por exemplo, os bancos franceses permitirão que 80% dos rendimentos com um aluguer sejam considerados nos cálculos. E pode ser mais fácil solicitar um crédito bancário num país depois de já ter comprado um imóvel que está a gerar dinheiro ou comprado a sua própria casa (principal ou de férias) e provado ao banco que é um bom cliente.

Succeed with investment

Assim, como ter sucesso com o seu investimento através de um crédito à habitação?

Mais importante ainda, certifique-se de que segue os conselhos de um advogado e/ou consultor financeiro que conheça o seu país de interesse e tenha clientes com um histórico e situação semelhantes. A dupla tributação e outras questões podem ser complicadas e muitos créditos bancários vêm acompanhados de convénios e outros termos não esperados, portanto, certifique-se de que faz os seus trabalhos de casa. Faça-o corretamente e poderá acabar por sobrecarregar os seus retornos de investimento ou simplesmente desfrutar de um estilo de vida muito mais agradável.

Com Properstar a compra de casa é simples

Ao pedir um empréstimo, o credor irá fornecer soluções com base na sua situação pessoal. No entanto, os empréstimos tradicionais muitas vezes restringem os compradores de tirar vantagem de novas oportunidades imobiliárias.

A Properstar fez uma parceria com a Mortgage Direct, líder em crédito imobiliário, a atuar em Espanha e Portugal, que vai ajudá-lo a encontrar a opção certa. Irá obter aconselhamento personalizado, até duas simulações sem compromisso, e encontrar a melhor solução para si. Saiba mais pormenores e solicite diretamente a sua simulação.

*Mortgage Direct está regulado pelo Banco de Espanha e registado no Blended Occupancy Specialist (BOS) Registry de Intermediários de Crédito Imobiliário sob o número D108. 

 

Entrar em contacto

email-1

Contactar O Concierge

Most Popular

  • 20/jun/2022 16:15:41 |
  • Shanna Mawer

Hipoteca depois dos 60 anos

  • 12/abr/2022 11:17:38 |
  • Properstar Marketing

Vantagens de uma hipoteca

  • 31/mar/2022 18:52:50 |
  • Properstar Marketing

Procura de financiamento-ponte em Portugal

email-1

Subscribe to our newsletter